Romi (ROMI3) vê seu ebitda saltar 245,9% e o lucro 277%

Romi (ROMI3) vê seu ebitda saltar 245,9% e o lucro 277%

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on tumblr
Share on google
Share on skype
Share on email

A indústrias Romi (ROMI3) divulgou seu resultado do 2T21, a entrada de pedidos no 2T21 totalizou R$365,2 milhões, 100,2% acima do 2T20.

Já a carteira de pedidos alcançou R$674,8 milhões ao final do 2T21, crescimento de 68,5% em relação ao 2T20. O ebitda consolidado foi de R$ 66,5 milhões, crescimento de 245,9% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

A receita operacional líquida consolidada do 2T21 atingiu R$351,4 milhões, crescimento de 79,3% em relação ao 2T20.

 

Leia também:  MRV (MRVE3) atinge R$ 2 bilhões em vendas, recorde histórico

 

“Com o maior volume de faturamento, e o controle eficaz dos custos e despesas, o EBITDA no 2T21 apresentou crescimento de 245,9% em relação ao obtido no 2T20,” comenta a companhia.

Na unidade de máquinas Romi (ROMI3), a receita operacional líquida, no 2T21, apresentou crescimento de 153,1% em relação ao 2T20, decorrente da retomada da demanda a partir de junho de 2020. A margem operacional apresentou crescimento de 15,5 pontos percentuais

A unidade de fundidos e usinados, no 2T21, alcançou um crescimento de 102,9% na receita operacional líquida em relação ao 2T20, com a continuidade nas entregas das peças de grande porte e da retomada dos demais segmentos. A margem operacional apresentou crescimento de 6,8 pontos percentuais.

O lucro líquido consolidado no 2T21 fechou em R$ 42,8 milhões , apresentando crescimento de 277%.

Times Money Journal

Veja também:

Este site utiliza cookies para melhorar a sua navegação no site. Para mais informações clique Aqui